Fundação Esperança organiza programação para celebrar 45 anos


Em 2015, a Fundação Esperança celebra 45 anos de serviços à comunidade. Para marcar o aniversário, uma programação especial será desenvolvida envolvendo os colaboradores e a população. Serão diversas atividades ao longo do semestre nos setores da Saúde, no IESPES e no CEPES, além de ações voltadas à comunidade, tanto na zona urbana quanto na zona rural.

A Fundação Esperança tem uma história que nasce da preocupação com a vida. Um médico franciscano, vindo dos Estados Unidos, chegou à Amazônia e amou as pessoas que encontrou. Frei Lucas Tupper, com apoio da Igreja de Santarém, na pessoa do bispo da época, Dom Tiago Ryan, lançou a semente da Fundação Esperança que hoje se desdobra em diversos frutos.

A saúde foi o ponto de partida, de onde nasceu a Clínica dos Pobres. Depois, surgiu o cuidado com a educação, dando como frutos o IESPES – Instituto Esperança de Ensino Superior – e o CEPES – Centro de Educação Profissional Esperança.

Para celebrar essa história, as equipes da Fundação Esperança estão em ritmo de preparação. Uma das etapas são os trabalhos de reformas e revitalização do prédio da saúde: clínica odontológica, clínica médica, centro da criança, laboratório e recepção. O objetivo é oferecer à comunidade espaços mais agradáveis para os atendimentos, reafirmando a missão de cuidar da vida.


Saúde Esperança com ação na comunidade

No dia 5 de junho, a Fundação Esperança desenvolveu nova etapa do projeto Saúde Esperança, com atendimentos à comunidade na escola Dom Floriano, no bairro Maracanã. Em parceria com o projeto Família na Escola, a Fundação Esperança contribuiu levando ações de saúde para as crianças e seus familiares.

Palestras educativas sobre nutrição e saúde da mulher, atendimento de controle da glicemia e verificação de pressão arterial foram os serviços oferecidos aos participantes. O Saúde Esperança é uma ação que garante serviços gratuitos à comunidade.


A encarregada do setor Saúde da Fundação Esperança, Michele Silva, afirma que a abertura da direção da escola foi importante, e que é preciso conscientização das famílias para os cuidados com a saúde.


Edenilse Martins tem dois filhos na escola Dom Floriano e fez observações depois da palestra educativa: “Meu filho está com um probleminha na barriga, vou evitar os salgadinhos e alimentos inadequados. As informações foram importantes porque conforme vamos aprendendo, repassamos para as crianças. As dicas foram criativas e vou colocar as verduras e frutas de uma forma mais interessante para eles”.


Com relação à saúde da mulher, foram abordados temas como a prevenção de câncer de mama, de colo uterino, prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis, climatério e menopausa, além do planejamento familiar. “O bom é que os homens também participaram e podem cobrar da mulher e deles mesmos. O desconhecimento ainda é grande, e nós esclarecemos muitas questões. O objetivo é que tenham mais qualidade de vida. Eles se preocuparam, e com relação à alimentação, tenho certeza que será mais equilibrada”, disse a enfermeira Hirlene Reis, que também esteve na ação.


Em média 100 pessoas participaram das palestras e dos atendimentos. Os professores e funcionários da escola também aproveitaram para verificar a saúde.


Programação Elo Institucional reúne colaboradores

No sábado, 13 de junho, a Fundação Esperança realizou a primeira ação do programa Elo Institucional, uma iniciativa de integração entre os colaboradores da Fundação Esperança e suas mantidas - IESPES e CEPES. O Elo Institucional objetiva o fortalecimento das relações entre os colaboradores, promovendo momentos interativos, de formação e de informação.


A diretoria da Fundação Esperança tem o propósito de fortalecer as ações de educação e saúde a partir de um grupo integrado de colaboradores que vivenciem nas suas atividades a missão principal da organização que é cuidar de vidas.


Todos os setores participaram do Elo Institucional, no qual se discutiu as ações da instituição e foram socializadas as inovações desenvolvidas nos últimos meses, como os produtos de comunicação (portal, informativo, canais nas redes sociais, etc.), além de outros setores que ressaltaram as atividades desenvolvidas, como RH, Departamento Pessoal, Clínica médica e laboratório da Fundação, entre outros.


Padre Auricélio Paulino aproveitou a oportunidade para fazer um resgate da importância da semente plantada por frei Lucas Tupper, há 45 anos. “A semente foi plantada quando uma missão dos frades franciscanos fez com que frei Lucas, a convite de dom Tiago, direcionasse para Santarém as suas ações. A diocese lhe doou o terreno e, até hoje, esse projeto é mantido, com a semente do reino de Deus que foi plantada no coração de cada um de nós pela experiência de frei Lucas. Nossa missão é essa: cuidar e cuidar transformando”, ressaltou.