Minicursos, palestra e show marcaram o primeiro dia do IX Seminário de Psicologia do Oeste do Pará


Ontem começou a programação do IX Seminário de Psicologia do oeste do Pará com o tema “A dimensão ética e os desafios contemporâneos na prática do psicólogo”, organizado pelo curso de Psicologia do IESPES em parceria com o Conselho Regional de Psicologia.

No primeiro dia houve dois minicursos, abertura oficial do evento e a palestra “A Psicologia com compromisso social e suas implicações éticas frente à diferença”. A palestra foi proferida pelo psicólogo André Luiz Machado das Neves, egresso do IESPES que hoje faz o curso do doutorado em Saúde Coletiva pela UERJ. Durante a abertura, o palestrante lançou o livro “Diversidade sexual e protagonismo dos professores: uma análise sócio histórica dos significados”, que discute a diversidade sexual em sala de aula e como os professores percebem e lidam com essa questão.

Para fechar a noite, atrações culturais com MPB e rock reuniram alunos e professores na área central do IESPES. A acadêmica Rafaela de Almeida Amorim, do segundo semestre de Psicologia, entrou no clima e aprovou a ideia. “O seminário aborda temas importantes e esse ambiente com som foi uma ideia excelente. Chama atenção porque eu gosto do estilo musical, e a interação com a galera, que é uma turma bem unida, ajuda para ser ótimo”.

Nesta quinta, 27, a programação continuou com dois minicursos pela parte da manhã. A partir das 14h, rodas de conversas sobre desafios do psicólogo na área da saúde, na área da assistência social, e na área jurídica. À noite haverá música e a palestra “Violência Obstétrica”, seguida de debates, que abordam a maneira como mulheres são tratadas com tratamento desumanizado de profissionais da saúde, e até mesmo da ausência da paternidade.

Na sexta, 28, tem programação pela parte da manhã, com dois minicursos, um sobre a “Humanização Perinatal”, e outro sobre “Atuação da Psicologia diante da dupla estigmatização: pessoas negras e com deficiência”. À tarde tem uma atividade de cine debate e outra sobre comunicações orais, que destaca a espiritualidade e o profano. E a noite as palestras “Ética e a avaliação psicológica: um fazer travestido de responsabilidade”, e “desafios da Psicologia na interface entre ética e direitos humanos”, seguida pelo fechamento do evento com atração cultural.