Cursos de Administração e Contabilidade realizam 3º Encontro de Empreendedorismo


Os alunos do 7º semestre dos cursos de Administração e Contabilidade do Iespes realizaram, na segunda e terça-feira, 8 e 9, o 3º Encontro de Empreendedorismo de Santarém. Alunos e profissionais do Iespes e da cidade em geral participaram do evento. Foram realizadas palestras e minicursos relacionados ao tema: “Empreendedorismo e suas vertentes para profissionais regulamentados”.

Esta foi a primeira vez em que houve a integração de outro curso na organização do evento. O Encontro de Empreendedorismo, até então, era realizado pelo curso de Administração do Iespes. “A ideia surgiu para colocarmos em prática a experiência do trabalho em equipe e mostrar que toda e qualquer pessoa pode trabalhar com o empreendedorismo, independente da área de formação”, explicou a acadêmica de Administração Erika Corrêa.

Na segunda-feira houve um painel integrado, com as palestras “Empreender em tempos de crise”, ministrada pelo engenheiro de produção Tiago Cardoso da Silva e “Empreendedorismo Contábil”, ministrada pela empresária e professora Maria da Conceição Pereira de Lima. Na terça-feira foram realizados minicursos na área de Contabilidade, como o de “Cálculos Trabalhistas”, e na área de Administração, como “Conflitos Organizacionais”.

A coordenadora do curso de Administração do Iespes, professora Romilda Uchôa, disse que o evento foi um preparo para os profissionais que têm dificuldade de empreender nos dias de hoje. "Com esta economia é um desafio muito grande empreender. O profissional precisa ter iniciativa, criatividade, ousadia e perseverança acima de tudo. É preciso ter uma ideia e essa ideia precisa se transformar em oportunidades", ressaltou.

A acadêmica Erika Corrêa acrescentou que “um empreendedor deve empreender por oportunidades e não por necessidade, para se manter por mais tempo no mercado”.

Segundo a professora Romilda, os palestrantes deram várias dicas para quem deseja montar seu próprio negócio, e conseguiram chamar atenção dos participantes. “O publicou não saiu enquanto não terminou. Eles [os palestrantes] conseguiram prender a atenção e deram várias dicas de como empreender. Lembraram que, muitas vezes, é preciso se abdicar da família, do lazer, para se dedicar ao trabalho, pois as barreiras são encontradas, mas precisam ser vencidas. Tudo é um risco, mas é um risco calculado. Também é preciso gostar do que faz”, finalizou.