Acadêmicos de Psicologia realizam Seminário de Psicologia Forence


Os acadêmicos do 9º semestre matutino do curso de Psicologia do Iespes realizaram, hoje, o Seminário de Psicologia Forence. Pela manhã, foram feitas duas palestras na OAB, e à tarde, três minicursos no Iespes, com a presença de acadêmicos e profissionais das áreas do Direito e da Psicologia.

O evento havia sido realizado pela primeira vez em 2015, pela turma do 8º semestre do curso, em forma de simpósio. Uma das organizadoras do seminário desse ano, a acadêmica Bruna Beatriz Trepaki, explicou que o evento passado abordou toda a área da psicologia jurídica: criminal, investigativa, forence e penitenciária.

Esse ano, a ênfase foi apenas em uma área. “Nosso foco foi na Psicologia Forence, uma área atual, que está muito presente nos fóruns. Nosso objetivo foi repassar informações para acadêmicos e profissionais que já atuam na área e querem ampliar esses conhecimentos”, ressaltou.

A Psicologia Forence dedica-se à proteção da sociedade e à defesa dos direitos do cidadão, através da perspectiva psicológica. “Essa área estuda a criança e o adolescente que são vítimas de abuso sexual, dano psíquico, entre outros. Os palestrantes buscaram focar em cada uma das temáticas”, continuou a aluna.

Izabelle Lopes, a professora que esteve à frente da organização, ressaltou a importância de falar sobre a temática: “É sempre bom falar sobre essa parte da psicologia, pois nós temos apenas uma disciplina dentro da nossa grade. A jurídica vem muito forte junto com o direito que é para zelar pela cidadania, pelos direitos das pessoas, e a psicologia tem muito a contribuir. Ela está se expandindo, tanto na parte penitenciária, quanto na parte das escutas de crianças, que é o que estamos abordando nesse seminário”, explicou.

As palestras foram sobre “Violência de gênero envolvendo crianças e adolescentes e seus desdobramentos psicológicos”, ministrada pela juíza de direito da infância e juventude, Dra. Josineide Pamplona, e “O silêncio de crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual”, ministrada pelo psicólogo forence/penitenciário, Altiere Ponciano.

Os minicursos foram sobre “Os desafios do psicólogo na atuação no tribunal de justiça”, ministrada pela psicóloga Margarete Muniz, “Violência sexual: a escuta psicanalítica de agressores, abusadores e pedófilos”, ministrado por Altierre Ponciano” e “Elaboração de documentos pelo Psicólogo”, ministrada pela psicóloga Tamar Parente.