Liga Acadêmica de Análises Clínicas realiza primeira reunião com novos membros


A Liga Acadêmica de Análises Clínicas do Oeste do Pará (Laacop), do curso de Biomedicina do Iespes, realizou, ontem, 24, a reunião para acolher os candidatos aprovados no seu 1º processo seletivo. A liga ficou composta por 19 membros, que são acadêmicos dos cursos de Biomedicina e Farmácia do Iespes.

Destes, quatro fazem parte da diretoria. A presidente da liga, Mara Freires Gonçalves, acadêmica do 5º semestre de Biomedicina, em nome da Laacop, agradeceu o apoio e falou sobre as ações futuras da liga. “A Laacop agradece o apoio do Iespes para a sua criação, e também o interesse de muitos acadêmicos que se inscreveram no processo seletivo. A liga vai iniciar seus trabalhos promovendo ações comunitárias, acadêmicas e científicas, sempre em promoção da saúde e qualidade de vida da população, através das Análises Clínicas”.

Na segunda-feira, 21, foi realizada a prova do processo seletivo para a liga. Participaram da seleção 54 candidatos do Iespes e de outras instituições da região. Na quarta-feira, 23, a diretoria da liga informou a relação dos candidatos classificados, e ontem foi o momento da reunião de acolhimento para os membros. Foram repassadas as principais informações sobre a Laacop e servido um lanche aos presentes.

O coordenador do curso de Biomedicina, professor Olivar Apolinário, destacou que a liga é a primeira do Oeste do Pará criada para propiciar a disseminação das Análises Clínicas, e falou sobre a importância que ela terá para os acadêmicos e para a sociedade. “A liga vai proporcionar aos acadêmicos adquirirem novos conhecimentos dentro das análises laboratoriais, e que a população possa receber serviços e orientações indispensáveis para saúde”, ressaltou.

O professor comentou que a liga envolve também outras áreas, além de Biomedicina e Farmácia, como Medicina, Enfermagem e Odontologia, mas que seu objetivo principal é disseminar as análises clínicas. Ele afirmou que a área é essencial para garantir a saúde das pessoas. “A saúde não é apenas o medicamento, a injeção, mas também depende das análises laboratoriais. Nesse sentido, é importantíssimo que a liga exerça seu papel político-social de informar as pessoas sobre o que fazemos no laboratório”, concluiu.

A organização da liga ficou definida da seguinte forma:

Diretoria:

Diretor – Presidente: Mara Freires Gonçalves

Diretor Vice-Presidente: Bianca Diniz Prado

Diretor Tesoureiro: Fagner Freires

Diretor Acadêmico – Alex Pietro Jati Fernandes

Conselho Orientador de Professores