Professores lançam o Grupo de Estudos em Análises Clínicas


Foi realizado ontem, 03, o lançamento do Grupo de Estudos em Análises Clínicas (Geac). Participaram alunos dos cursos de Biomedicina e Farmácia. Até o momento, fazem parte do Grupo sete alunos, sendo seis de Biomedicina e um de Farmácia.

Os professores orientadores são Olivá Apolinário e Keila Tiago, do curso de Biomedicina, e Arimar Chagas, do curso de Farmácia.

O Grupo de pesquisa tem como objetivo estudar correlações clínico-laboratoriais dos principais distúrbios fisiopatológicos. A fisiopatologia estuda a evolução e as funções do organismo durante a doença e as alterações que essa doença provoca.

Os professores Olivá Apolinário e Keila Tiago explicaram como se dará o desenvolvimento das atividades e destacaram que será preciso pesquisar constantemente.

"Discutir um caso clínico requer um conhecimento com base para saber qual material estudar, o que será preciso para aprender e, então, poder fazer a correlação clínica. Temos que ter a base da fisiopatologia e fisiologia esclarecida para discutir a correlação clínico-laboratorial, que é extremamente importante para quem trabalha dentro do laboratório em Análises Clínicas", explicou o coordenador do curso de Biomedicina, Olivá Apolinário.

Segundo o professor, o Geac é multiprofissional, pois a correlação clínico-laboratorial é abrangente. O Grupo é pioneiro no estado do Pará, em se tratando das relações clínico-laboratoriais numa perspectiva de análises clínicas. Os professores apresentaram as linhas de estudo que serão desenvolvidas inicialmente: Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST's) de relevante prevalência, doenças auto-imunes e doenças crônicas de prevalência global.

O primeiro caso será sobre doenças auto-imunes. A professora Keila Tiago ressaltou a importância do estudo sobre a área. "Hoje, principalmente na área de Análises Clínicas, o que mais encontramos são pacientes com muitas doenças auto-imunes. Nós observamos não somente o paciente, mas o caso clínico, o histórico dele. Isso vai ajudar a fortalecer o conhecimento na área de Análises Clínicas. Aqui em Santarém, tem um grande número de doenças auto-imunes. Vai ser bastante interessante".

A primeira reunião será realizada dia 18 de abril. Será aberta uma discussão sobre um caso clínico. No primeiro momento, os alunos serão auxiliados sobre o caso clínico, sobre os passos a serem seguidos e informados sobre termos técnicos da área. Em seguida, os alunos terão a missão de estudar para desvendar o caso clínico e discutir em sala de aula. As reuniões serão feitas a cada 15 dias.