Fundação Esperança leva atendimentos de saúde e acolhimento psicológico para o 'Viva a Vida'


A Fundação Esperança participou nesta sexta-feira, 31, da última etapa do projeto “Viva a Vida”, edição 2018, do Sistema Tapajós de Comunicação (STC), na Escola Aldo Ferreira Campos, bairro Alvorada.

A Clínica Esperança, o Cepes e o Iespes desenvolveram atendimentos de enfermagem, laboratoriais e odontológicos para a população. Além dos atendimentos de saúde, nas outras ações foram ofertados serviços de psicologia, pela Clínica de Psicologia do Iespes.

Os atendimentos odontológicos, ao longo das ações, incluíram orientações sobre saúde bucal, escovação, aplicação de flúor e distribuição de kits de higiene bucal. A maioria dos beneficiados com os serviços foram crianças, que desde cedo, já aparentavam se preocupar com a saúde bucal. Yasmim Oliveira,11 anos, reconhece a importância de cuidar dos dentes. Ela passou por todas as etapas do atendimento.

"A gente tem que cuidar do nosso dente para, no futuro, não ter que usar dentadura, ou algo do tipo, porque a gente usa muito nossos dentes no dia a dia, para comer, e se a gente não tiver cuidado, podemos perder eles", ressaltou.

Os atendimentos de enfermagem e laboratoriais foram feitos pela Clínica Médica, Laboratório, alunos e professores do Iespes e do Cepes. A aluna do Cepes, Nívea Maria do Nascimento, ressaltou que a participação é uma forma de aprender mais, pois pratica o que é ensinado na instituição, mas acima de tudo, ela destacou a satisfação de beneficiar a comunidade.

"É a primeira vez que eu participo de uma ação assim. Viemos direto de uma outra ação. É muito importante ajudar a sociedade, as pessoas carentes, que não tem condição ou não têm tempo de se deslocar para receber atendimento", frisou.