Colóquio sobre Suicídio realiza ‘Plantão psicológico nas ruas’ para a população


O IV Colóquio sobre Suicídio, desenvolvido pelo curso de Psicologia, juntamente com a Liga Acadêmica de Psicologia da Saúde (Lapsa), encerrou com atividades abertas à população, no Parque da Cidade, no sábado, 29. Entre elas, foi proporcionado o primeiro “Plantão psicológico nas ruas”, em parceria com o Serviço Escola de Psicologia do Iespes, que funciona na Fundação Esperança.

As atividades de escuta foram realizadas pelas psicólogas Edilmara Patrícia Rocha, Thayanne Branches Pereira e pelo psicólogo Fernando Mello e contaram com o apoio de integrantes da Lapsa e acadêmicos do 10º semestre de Psicologia para divulgação de informações referentes a campanha “Setembro Amarelo”.

A professora Edilmara Rocha explicou que a ideia para a realização do plantão psicológico surgiu a partir de discussões “sobre a necessidade de muitas vezes as pessoas passarem por uma escuta ativa de um (a) psicólogo (a), devido a diversas situações de cunho emocional e não terem a oportunidade e/ou condições financeiras de chegar até esse profissional”, ressaltou.

Esse foi o primeiro Plantão Psicológico. O objetivo é fazer outras intervenções na comunidade.

No encerramento do Colóquio sobre Suicídio, também foram feitos exercícios de alongamento, em parceria com o curso de Fisioterapia, pois o espaço é um local bastante utilizado para a prática de exercícios físicos que melhoram o bem estar de todos.

Os alongamentos foram desenvolvidos por acadêmicos do 6º semestre do curso de Fisioterapia, sob a orientação dos professores Fábio Abreu e Gabriela Alvarenga.